top of page

“COMIDA DE HOSPITAL”? COM SABOR DE QUASE NADA (OU UM MONTE DE TEMPEROS INDUSTRIAIS)?

O sabor da comida brasileira é muito rico e não nos acostumamos com algo diferente. Internado em um hospital por uns dias, até vai. Mas todos os dias?


A produção industrial de comida pode ser realizada de forma muito ágil usando os fornos combinados e outros equipamentos de produção em grande escala e abusando de temperos industriais. Fornos combinados aquecem pela circulação de ar quente e vapor ao redor dos alimentos, gerando menor perda de peso nas proteínas e processos muito mais simples de produção. Tudo isso contribui para a diminuição de custos com mão de obra e insumos. Mas será que é isso que você e seus colaboradores, como consumidores finais, querem?


A reação de Maillard é o que traz boa parte do sabor dos alimentos e ocorre em situações muito específicas. Sua explicação é complexa, mas não é necessário ser cientista para perceber o sabor presente em carnes que foram douradas antes de cozidas e aquela carne sem graça. Na cozinha isso se traduz no chiado dos alimentos em contato com a chapa ou panela quente e no gratinado, gerando os tons dourados e um tipo de caramelo.


Comidas simples são deliciosas se feitas do jeito certo.



bottom of page